Biologia + Ciências Naturais

Blog da Mutual: Ação Mutual 3

Que tal participar de uma tradicional e belíssima ação social? Este é o Ação Mutual 3, a ser realizado no dia 3 de Novembro de 2010.

Ação Mutual 3

O evento deste ano é uma homenagem para a terceira idade, com palestras, oficinas, atendimentos e etc. Venha participar! Traga a família e seja parte dele. Como Flipper?

Inscreva-se para a seleção de monitores do Ação Mutual 3 e seja um dos voluntários na organização! Clique na logo do evento para saber mais sobre ele e sobre o voluntariado.

Fonte: Mutual

Biologia + Ciências Naturais

Cadastro no site da Mutual

Falando em empregos, bem, não é bem um emprego mas serve para o começo. Agora a Mutual – Empresa Junior de Biologia está com um novo cadastro no site que será usado para seleções de currículo. É como um dos cadastros online que mostrei no post passado. Serve para quem quer entrar na empresa e participar de projetos, os candidatos serão chamados conforme a necessidade da empresa. Para entrar no formulário é necessário possuir um cadastro e ser aluno do curso de ciências biológicas da UFMA:

Você gostaria de fazer parte da Mutual? É bem simples, para participar de uma de nossas seleções basta preencher o formulário abaixo, ele é como um currículo online. É bem rápdo. Depois de preenchido o currículo, você poderá usar seu cadastro para ve-lo e atualizá-lo sempre que precisar.

Dispensamos experiência e valorizamos a vontade de produzir e de crescer por tanto despreocupe-se em encher seu currículo de coisas, ele é só para nos orientar. Aqui valorizamos o trabalho das pessoas e seus valores.

Existe apenas UM pre-requisito indispensável: Ser aluno do curso de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Maranhão, Campus do Bacanga

A Mutual é impedida de contratar profissionais, somente alunos podem partcipar, é parte da filososfia do Movimento Empresa Junior.

Quando serão as seleções? Entraremos em contato assim que possível, as seleções são feitas de acordo com a demanada da empresa.

O formulário é formado de 3 seções que você pode ver logo abaixo, precisa chegar até o final para concluir o preenchimento.

Fonte: Mutual

Biologia + Ciências Naturais

Blog da Mutual: Como os peixes lidam com poluição sonora?

Já faz algum tempo que esta pergunta vem sendo feita. Este artigo da Wired Science discute o tema: Nas ultimas décadas com o crescimento da frota de navios comerciais, militares e obras em região marítima a quantidade de barulho nos ambientes aquáticos tornou-se preocupante. Mesmo assim, pouco se sabe sobre esse impacto sobre os animais aquáticos. Até que ponto eles são prejudicados por isso?

Embora conhecido como silencioso o mar na verdade é um lugar muito barulhento graças a quantidade imensa de animais se comunicando por sons através da água. De baleias usando sonares a cardumes sincronizando seus pares e das correntes e camadas de água se cruzando. Na verdade a forma como o som se comporta na água do mar em especial é bem específica. As diferenças de temperatura, salinidade e densidade criam camadas de som e efeitos estranhos como o Canal SoFar que as baleias usam para comunicarem-se a longas distâncias.

Então seriam os animais marinhos adaptados ao barulho? Pesquisas com os animais terrestres nós dão uma luz das possibilidade desta nova linha de pesquisa. Entre os pássaros, poluição nas freqüências de som que se sobrepõem com os cantos causam problemas na reprodução reduzindo diversidade e densidade populacional. Sapos vão pelo mesmo caminho. Já existe alguma literatura sobre peixes, mostrando que o Atum fica desorientado com o som dos barcos enquanto outras espécies produzem cortisol, que é o hormônio do stress. Mas os resultados são conflitantes. O que se sabe até agora é que eles são bastante sensíveis ao som e que isto tem sido pouco estudado até o momento.

Fonte: Mutual

Biologia + Ciências Naturais

Blog da Mutual: Combatendo patógenos na água

Em 1976 a bactéria Cryptosporidium foi descoberta em reservatórios e piscinas de todo o mundo. Ela causa diarréia e desnutrição, também é uma arma biológica em potencial. Em 1993 ela se infiltrou no sistema de distribuição de água da cidade de Milwaukee (Wisconsin, EUA) matando mais de 100 pessoas.

Ela invade o intestino causando irritação das mucosas e morte em pessoas com algum tipo de imunodeficiência. Também é um parasita difícil de combater. A forma de esporos, o oocisto, é resistente a maioria dos tratamentos feitos na água e pode sobreviver no ambiente por muito tempo.

O bioquímico da Universidade de Brandeis, Liz Hedstrom, fez uma descoberta importante que pode ajudar a combater este microorganismo. uma enzima chamada IMPDH (Inosina 5′-Monofosfato Desidrogenase), envolvida na síntese de DNA e RNA pode ser inibida com medicamentos impedindo a bactéria de se proliferar. Detalhe, o IMPDH é da bactéria é bem diferente de uma enzima humana com a mesma função, o que reduz riscos de efeitos colaterais.

Fonte: ScienceDaily

Blog da Mutual

Biologia + Ciências Naturais

Carta ao Leitor: Belo Monte da tristeza

É triste que ainda hoje em nosso país existam pessoas que pensem e aprovem um empreendimento como a Hidrelétrica de Belo Monte. Pior, que chamem isso de Progresso, Crescimento. O Brasil é autônomo politicamente, mas o povo é escravizado no pensamento provinciano de destruir para desenvolver, copiando o modelo de séculos atrás dos países que hoje são grandes potências, mas que para sobreviverem nesta condição dominante precisam sufocar outras nações obtendo aquilo que fomenta sua sociedade.

Mais triste é saber que precisa vir ao Brasil um americano, diretor de uma das maiores indústrias de manipulação dos Estados Unidos, para protestar sobre um assunto interno de nosso país, mas que tem reflexo no mundo inteiro, a Amazônia. Por situações como essa que em nossa História, desde a Independência, não temos heróis nacionais. Até isso importamos, pois, é difícil um brasileiro se manifestar sobre qualquer outro assunto que não seja futebol. Se assistimos a um vídeo de um político com dinheiro na cueca nos revoltamos em nossa casa e… pronto! Se nosso time de futebol rebaixa, ou se a seleção perde a Copa, milhares de pessoas vão aos aeroportos protestar, porque afinal de contas isso é uma grande palhaçada! Enquanto povo não sabemos valorizar aquilo que nosso país tem de mais grandioso. Nossas riquezas naturais estão sempre em detrimento da destruição que, por mais que se diga “crescimento econômico” não passa de politicagem para garantir mais 4 anos de mandato.
[…]

Fonte: Mutual

Biologia + Ciências Naturais

Blog da Mutual: O manguezal maranhense e a diversidade de aves

O litoral maranhense é o segundo mais extenso do Brasil. É caracterizado por ser bastante recortado, com inúmeras baías, ilhas, pontas e foz de rios, o que proporciona a proliferação de manguezais. As áreas de mangue possuem características bem definidas, como: solo lamoso pobre em oxigênio, mas muito rico em nutrientes; predomínio de vegetais halófilos e presença de grande biodiversidade. Além disso, é considerado um dos ecossistemas mais férteis e diversificados do Planeta.

Com todos esses atrativos e sendo o Maranhão o maior detentor desse ecossistema na região norte-nordeste (cerca de 85%), o manguezal maranhense torna-se um refúgio para as mais diversas espécies de aves, tanto residentes quanto migratórias.

Entre as aves residentes, destacam-se os guarás (Eudocimus ruber), aves de cor avermelhada (resultado de uma alimentação rica em crustáceos e carotenóides) e que são consideradas umas das mais belas aves brasileiras. Tem como habitat natural os mangues, devido, principalmente à sua dieta rica em caranguejos e camarões e ao fato de construir seus ninhos em vegetações densas. No Maranhão, existe a Floresta dos Guarás, uma formação florestal onde se encontram alguns dos mais extensos e bem conservados manguezais do Nordeste e, também, um ponto de grande concentração de ninhais e dormidouros dos guarás.

Floresta dos Guarás – Maranhão – Brasil

Fonte: Mutual

Biologia + Ciências Naturais

I Congresso Brasileiro sobre Bioinvasão, bons tempos

I Congresso Brasileiro sobre Bioinvasão

Éramos estudantes em busca de um sonho, demoramos, perdemos o sono, perdi minha monografia, mas valeu a pena…

Parte 1 – os roberts na cena, em ordem de malfeitoria: Genilson, Eu, Fábio, Alexandre, Caio, Márcio e Edrien. Lá na frente: Bruna e Samylla :p

“Te acalma Roberto, eles vão te chamar…”

Parte 2 – malfeitores na mesa: Roberto, Randolfo, Sílvia Ziller [Paraná], Vice-Reitor [UFMA], Oliver Kuppinger [UFMA] e Genilson

Conseguimos isso, sem um pau pra dar numa gata, como diz minha avó. Em plena crise de 2009, só com a cara e a coragem! waka! E uma empresa júnior, quem dá dinheiro pra empresa júnior?

“palestra do professor Alexandre Santana…”

Parte 3

Aprendemos muita coisa, foi ótimo trabalhar com esta equipe, muito dedicada e eficiente, acima de tudo, Amigos ;)

Quem quiser ver mais coisas sobre o congresso, no site da Mutual mantemos a página dele ainda funcionando: I Congresso Brasileiro sobre Bioinvasão