Biologia + Ciências Naturais

Como sobreviver nos aeroportos, dica do Efetividade.net

Viagens de avião são sempre um procedimento: compra passagem checkin, embarque, decolagem, segurança, refeição, pouso, recuperação… Ainda tem que se virar na cidade quando chega. Fora que tem o tal Caos Aéreo. Até agora não vi, mas sei que existe porque quase todo mundo que viaja passa por isso, eu tive foi sorte, muita sorte até agora. Veja neste artigo do Efetividade como ter uma viagem tranquila e aproveite para ler os outros sobre como arrumar as malas e etc…

Minha dica, de Pão-Duro como sempre, é ver as opções de transporte do aeroporto. Por exemplo, os táxis de aeroporto geralmente são muito mais caros do que os normais. Se você tiver como ligar para um e agendar vai ser bem mais barato. Outra, em algumas cidade com mais de um aeroporto tem um sistema de transporte para os passageiros. No Rio você pode pegar um ônibus que vai do Galeão para o Santos Dumont passando pelo centro da cidade e rodoviária. Uma táxi Galeão <> Botafogo chega a custar 75 reais, já um táxi Botafogo <> Galeão: apenas 30…

Em São Paulo a economia é maior ainda e é mais divertido. As companhias como TAM e GOL oferecem um ônibus que transita entre o Guarulhos e o Congonhas, e de graça, basta apresentar as passagens. Serve tanto para que está chegando quanto para quem está partindo, mas se você ainda vai embarcar sugiro o checkin online, assim terá uma passagem para apresentar. Você faz uma economia absurda de táxi partindo do Congonhas para qualquer lugar de São Paulo e ainda tem acesso ao Metro, por exemplo.

Chegou a temporada anual do caos aéreo, já inaugurada pela companhia que vendeu passagens a mais e conseguiu se confundir com suas escalas de funcionários, o que acabou causando o cancelamento de dezenas de vôos em todo o país e mantendo milhares de passageiros por longos períodos de espera e desinformação

Quando isso acontece, perdemos facilmente o controle da situação: poucos de nós conseguem ter influência o suficiente para fazer um vôo alternativo surgir em um aeroporto fechado ou informações completas passarem a fluir de uma companhia aérea em dificuldades (causadas por ela mesma ou não) – e esperar pelas providências legais ou jurídicas pode consolar, mas raramente resolve a situação imediata.

Mas já que o risco é grande e aumenta nas temporadas em que fazemos mais viagens, não custa estar preparado para, pelo menos, reduzir o nível de stress e fadiga quando isso acontece conosco.

Guarde essas dicas para reler quando estiver arrumando as malas, e repasse para os amigos que viajarão em dezembro e janeiro!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s