Paleontologia

Tartarugas gigantes do pacífico, mais uma espécie: Meiolania damelipi

Meiolaniidae é uma família de quelônios que se extinguiu no Pleistoceno. Faziam parte da megafauna australiana e do sudoeste do pacífico. As causas da extinção permanecem desconhecidas. Eram um grupo de tartarugas com corpo grande, totalmente terrestre, criptodiros e com distribuição restrita ao hemisfério sul. O que lhes era característico eram os chifres craniais e a cauda ossificada. No Pleistoceno posterior haviam espécies australianas como a Ninjemys oweni e espécies do gênero Meiolania.

Essa história de que a M. platyceps parece o Bowser não me colou, mas que a cara do Hookbill de Yoshi Island isso é hehehe
Essa história de que a M. platyceps parece o Bowser não me colou, mas que é a cara do Hookbill de Yoshi Island isso é hehehe

Sua extinção ocorreu com a dos demais grupos da megafauna a 50.000 anos atrás, coincidindo com a chegada dos primeiros humanos na região. Entretanto, jamais foi demonstrado que as duas espécies conviveram ou que os humanos estavam de alguma forma envolvidos nesta extinção.

Os ossos foram encontrados nas ilhas de Efate em Vanuatu, em uma área conhecida como Teouma, um sítio arqueológico. Os primeiros humanos a colonizarem o local são conhecidos como o povo Lapita e também estiveram presentes em Nova Caledônia e em Fiji. Associados, foram encontrados ossos de outras espécies marinhas, mas a maioria pertencia a uma espécie bem maior que as outras. Como suas características anatômicas eram diferentes das já documentadas para Meiolaniidae foi criado um novo taxon: Meiolania damelipi, em homenagem a Willy Damelip, um arqueólogo que trabalhou por muito tempo em Vanuatu.

Esta descoberta é importante pois mostra que Meiolaniidae sobreviveram em parte no Holoceno e que tiveram contato com populações humanas. Era muito comum estas comunidades do pacífico oeste caçarem tartarugas marinhas. Porém, em Teouma, haviam populações de tartarugas terrestres que eram alvo-fáceis dos caçadores. Nestes locais os restos das tartarugas gigantes são mais comuns que os das marinhas o que é bem fora do esperado naquela região.

Que a caça contribuiu para a extinção não restam dúvidas, porém, não foi a única causa. Em outros locais como Mascarenes, no oceano índico, a introdução de espécies exóticas como porcos e ratos foi o grande impacto pois estes animais predavam os ovos e competiam por recursos das espécies nativas. Outro exemplo de animal antigo e ameaçado pela presença de espécies exóticas é o Sphenodon punctatus, o Tuatara, das ilhas da Nova Zelândia. S. punctatus sofre constantemente com a competição com ratos, porcos e coelhos que foram introduzidos pelos humanos em seus habitats. O povo Lapita também levou animais domésticos consigo e tudo indica que a extinção de M. damelipi se deu 300 anos depois da colonização.

Fontes:

Um comentário sobre “Tartarugas gigantes do pacífico, mais uma espécie: Meiolania damelipi

  1. Tartarugas extintas como as da família Meiolaniidae é um bom exemplo do que vai acontecer com as tartarugas atuais, não importa o que projetos como o TAMAR e outros fazem, é uma realidade mundial a caça diminuindo consideravelmente a viabilidade genética das espécies. Projetos de conservação são válidos, pois acaba contribuindo para um desenvolvimento pessoal de quem participa e isso a longo prazo, pode trazer benefícios tanto para as espécies localmente quanto para quem participa. Gerando amor pelos animais, pela natureza, trabalhos científicos, dissertações de mestrado, teses de doutorado, resumos em congressos…que em última análise pode conseguir um bom emprego para essa pessoa envolvida no projeto de conservação.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s