Reflexões

CH: Livros levam mais longe

Publicado no Ciência Hoje:

Crianças que crescem rodeadas por livros podem ter até três anos a mais de escolaridade, independentemente da formação ou ocupação de seus pais. Esse foi o resultado apontado pelo maior estudo já feito sobre a relação entre os livros no ambiente doméstico e a educação escolar.

O artigo, publicado na revista Research in Social Stratification and Mobility, mostra que pessoas que cresceram em casas com até 500 livros têm 33% a mais de chance de concluir o ensino fundamental e 19% de se graduar numa universidade. Para chegar a esses números, pesquisadores americanos ouviram mais de 70 mil pessoas em países como China, Rússia, França, Portugal, Chile e África do Sul.

Creio que o maior incentivo à leitura seja a oportunidade. Somente no meu ensino médio, estudei em uma escola que tinha biblioteca. Felizmente, tinha muitos livros em casa, a maioria deles eram coleções, enciclopédias e material educativo, mas foram muito importantes em minha formação. Poucas escolas têm livros acessíveis (leia-se: com temas tragáveis) que permitam ao aluno enveredar pelas leituras ou lhes ofereçam tempo e oportunidade para isso. Lembro que no ensino fundamental fui obrigado a ler inúmeros livros para-didáticos extremamente chatos que me tornaram extremamente anti-leitura por muito tempo. Demorou muito para que eu encontrasse algo que me fosse agradável aos olhos, e foi em caixas de papelão velhas jogadas em um canto do quintal de casa que achei uma Delta Larousse completa. Foi lá que aprendi a canastra, física quântica, sistemática, matrizes e mitologia egípcia. Foi lá que quis ser físico, depois computeiro e depois biólogo e até agora, quero ser todas essas coisas além de empresário, economista, designer e etc…

Se a família incentiva, ótimo, mas sem oportunidade para ler, sem escolha e sem tempo, não dá. Uma política pró-leitura deve incluir muito mais do que campanhas de incentivo e distribuição de livros. Seria uma total reestruturação da sociedade em prol deste objetivo. Mudanças de paradigmas na educação, em casa e em empresas e para sempre em vez de apenas por alguns meses, só para lembrar que livro existe como geralmente acontece.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s