Página Inicial > Tecnologia > Monografia com o OpenOffice: Estilos de Parágrafo e Página

Monografia com o OpenOffice: Estilos de Parágrafo e Página

21 de fevereiro de 2011 Deixe um comentário Go to comments

Normalizar uma monografia é uma das coisas mais trabalhosas que já vi alguém fazendo. Geralmente passa-se 40% do tempo escrevendo texto e os outros 60% formatando. Há quem pague para outra pessoa fazer isso e conheço quem ganhe a vida assim. E não é só monografia de tira o sono, formatar artigos também é um suplício para alguns. De fato, a maior parte deste esforço é desnecessário. Programas como o Writer do OpenOffice/LibreOffice e o próprio Word são perfeitamente capazes de criar formatação riquíssima usando recursos relativamente simples que automatizam todo o processo de diagramação e formatação. Mesmo o gerenciamento das referências pode ser automatizado. Aqui, descreverei como formatar uma monografia usando o Writer e farei alguns comentários sobre como fazer o mesmo no Word. O foco aqui é dominar as principais ferramentas de formatação como os estilos e configurações do arquivo que tornam nossa vida mais prática. Nada de usar TAB para fazer parágrafos!

Definindo Normas

A primeira coisa a se fazer é definir normas que serão aplicadas ao documento. No nosso caso, usaremos as normas de monografia da ABNT. Para texto usarei o clássico dos clássicos: Lorem Ipsum! Produzido pelo site lipsum.com. Como referência, estou usando o livro:

Nahuz, C. D. S.; Ferreira, L. S. Manual para normalização de monografias. 4ed. São Luís, Visionária, 2007.

Vamos à disposição gráfica:

  • Formato
    • Página A4
    • Fonte Padrão 12 com 10 para citações longas (usarei Dejavu Sans 10/9 que dá o mesmo tamanho da Times 12/10)
  • Margens
    • Superior 3cm
    • Inferior 2cm
    • Esquerda 3cm
    • Direita 3cm
    • Início de parágrafo 2cm da margem esquerda
  • Disposições
    • Títulos sem numeração (que ficam antes e depois do texto em si como REFERÊNCIAS, APÊNDICE, AGRADECIMENTOS…) devem ficar sempre em caixa alta e sem qualquer outro caractere
  • Espacejamento
    • Nos parágrafos: 1,5
    • Em todos os elementos de texto menores como legendas, citações longas, notas, pré-textuais: simples
    • Entre as referências: simples, com dois parágrafos entre uma e outra
    • Entre os títulos e as seções: dois parágrafos de 1,5
    • Entre Numeração e os títulos: um espaço de caractere
  • Paginação
    • As páginas devem ser contadas a partir da ficha catalográfica em algarismos romanos no pré-texto. A numeração arábica fica a partir da primeira página do texto normal
    • A numeração fica no alto, fonte 10 (9 no nosso caso) a 2cm da borda superior, alinhada à direita.

Agora que já temos nossas normas e nosso texto, podemos começar. Primeiramente, vamos criar um arquivo em branco e colocar as suas devidas seções de texto. Ignore formatação por hora. Essas seções servem para guiar o nosso trabalho. Para estes exemplos, estou usando as seções típicas de uma monografia como Resumo, Sumário, Referências, Capa, Contra-capa e etc…

Definições: Pré-texto é o que vem antes de introdução como sumário, resumo, capa e etc. Texto é o que vai de Introdução a Conclusão, ou seja, o texto em si. Pós-Texto é tudo que vem depois de Conclusão como Referências, Apêndices, Anexos e etc…

Sobre os Estilos ODF

O OpenOffice possui um recurso muito legal que são os estilos. Para quem já trabalhou com HTML os estilos são muito semelhantes aos CSSs da vida. Para quem não sabe do que estou falando, o estilo é basicamente uma formatação pré-programada que pode ser aplicada sobre o texto. O que é legal do OpenOffice é que existem estilos de quase tudo: de caractere, de parágrafo, de texto, de página, de quadro, de listas… Configurando os estilos, toda sua formatação fica completamente automatizada. Tudo que for escrito em um estilo, terá a aparência e formato do estilo. É por isso que quando se copia e cola texto de um arquivo para outro, as vezes, o texto colado fica com uma aparência estranha. Isso acontece porque os estilos também são copiados e colados de um documento para o outro. Por isso é importante prestar atenção aos estilos que estão sendo utilizados. Praticamente toda a formatação do documento que nós faremos aqui é baseada em estilos. Então a maior parte deste texto será explicar como configurar cada um dos estilos que utilizaremos e discutir algumas boas práticas. O resto é simples copiar e colar.
Primeiro vamos ver um pouco sobre cada um dos estilos do OpenOffice:

  • Estilo de Caractere: semelhante ao estilo de parágrafo, mas este aqui contém formatações específicas para as fontes e apenas para elas. Serve para formatar as fontes sem ter que mexer no parágrafo todo.
  • Estilo de Parágrafo: define a aparência de um parágrafo. Elementos como espaçamento, disposição, cor, capitulação, alinhamento, bordas e etc… estão por aqui. É o estilo que mais tem opções. E é aqui que fica a maior parte do nosso trabalho.
  • Estilo de Quadro: controla alguns aspectos gerais de quadros de texto. Quando você cria uma legenda de figura, na verdade é um quadro que a contém. Este estilo é bem simples.
  • Estilo de Lista: estilo que gerencia aparência de listas. No nosso caso, usaremos para configurar as alíneas e subalíneas do texto. Também é bem simples.
  • Estilo de Página: configura o a disposição da página, tamanho, cabeçalhos, rodapé, plano de fundo e etc. É bem simples mas tem implicações importantes para nós.

Criando e Configurando Estilos de Página

Estilos e Formatação

Caixa de Estilos e Formatação, aqui se tem acesso a tudo sobre os estilos

O estilo de página controlará os elementos mais espinhosos da norma. Embora ele seja simples, o OpenOffice usa os estilos de página como referência para várias formatações automáticas que nos serão úteis. Uma coisa que frita o juízo de muita gente é: Como colocar dois tipos de numeração em tipos diferentes de página? Já vi todo tipo de solução tosca para isso. A maioria delas envolve colocar o pré-texto em um arquivo separado do texto e pós-texto. Fora que colocar os números das páginas manualmente é muito comum. Já imaginou, escrever o número de cada uma das 200 páginas de uma tese? Outra que mata muita gente é: Como criar uma página em paisagem? Por isso o estilo de página é tão importante. Ele fará isso para você de forma totalmente transparente, confiável e simples.

Para ter acesso aos estilos de um modo geral, abra a caixa Estilos e Formatação. Pode ser acessada da barra de ferramentas ou em Menu > Formatar > Estilos e Formatação (atalho F11). O Estilo de Página é o penúltimo botão, com uma paginazinha dobrada.

Note que já temos vários estilos disponíveis. O pessoal do OpenOffice foi esperto e os arquivos ODF já vem com vários estilos padrão que já fazem bastante coisa. O documento sempre usa o estilo Padrão para novos arquivos. Para mudar o estilo das páginas do documento basta escolher um estilo na lista. Note que isso muda todas as páginas do documento. Para mudar uma ou outras, veremos a seguir. Note que você pode criar seus próprios estilos como quiser, mas procure sempre usar os que já existem, isso simplifica o trabalho.
Precisaremos do seguintes estilos:

  • Padrão: usaremos para configurar as páginas do Texto, que receberão numeração arábica e serão listadas no sumário.
  • Primeira Página: usaremos não só para a primeira pagina, mas para todas as páginas que antecedem a Ficha Catalográfica.
  • Pré-Texto: este não existe, teremos que criar. Servirá para as páginas entre a Ficha Catalográfica e a Introdução. Estas terão os benditos algarismos romanos. São o Pré-Texto.
  • Paisagem: esta aqui terá a página em paisagem, usaremos para criar uma página em paisagem no meio das outras sem ter que recorrer a outro documento só para isso.

Configurando Estilos de Página

Os estilos de página são bastante intuitivos. Cada aba representa um aspecto da diagramação:

  • Organizador: este aqui existe em quase todos os estilos. Serve para criar relações entre eles e colocar nomes. Um elemento importante aqui é o “Próximo Estilo”. Ele define qual será o próximo estilo de página. Por exemplo, em “Primeira Página” o próximo estilo é “Padrão”. Assim quando você aplica o estilo de página, ele afeta apenas as páginas acima dele e não abaixo.
  • Página: controla os tamanhos de margem, orientação, tipos de página e elementos de layout
  • Plano de fundo: você pode definir uma cor de plano de fundo ou um padrão ou uma imagem. Note que o plano de fundo vai até os tamanhos das margens. Se você quiser que o plano de fundo ocupe toda a página, use margem zero.
  • Cabeçalho e Rodapé: estes aqui são idênticos e definem os espaços para os cabeçalhos e rodapés. Uma característica interessante é fazer com que um certo cabeçalho ocorra somente é página direita ou esquerda. Como? Desmarque “Mesmo conteúdo esquerda/direita” para ter textos personalizados para cada lado.
  • Bordas: é possível colocar bordas na página. Bordas translúcidas são uma opção quando você estiver usando a margem zero em um documento e quiser uma formatação bonita mesmo assim.
  • Colunas: é aqui que é definido se o texto é um bloco ou colunas. Para ter páginas diferentes com colunas diferentes, use estilos diferentes de páginas para alternar os tipos de colunas de texto.
  • Nota de Rodapé: configura notas de rodapé, parece com a configuração do Rodapé em si…
Configurando Estilos de Página

Opções disponíveis do estilo de página

Configurando o Primeira Página: Este aqui não tem mistério. Coloque as margens no padrão ABNT, sem rodapé e sem cabeçalho. Também configure o próximo estilo como Primeira Página, isso simplifica nosso trabalho mais adiante. As demais opções são padrão.
Configurando o Padrão: Este aqui é importante pois será a maior parte do documento. Ative Cabeçalho, pois a numeração fica nele. Rodapé fica de fora. Como é uma monografia, as páginas esquerda e direita terão os mesmos conteúdos. Portanto, deixe “Mesmo conteúdo esquerda/direita” ativado. E só.

Curiosidade: o OpenOffice mede a distância do cabeçalho a partir da margem da página e não a partir da borda da página. Então se colocarmos a margem ABNT para a página e para o cabeçalho, este ultimo ficará longe de mais da borda da página. Desconte 1 cm da borda superior para que o cabeçalho fique correto então.

Configurando Pré-texto: Este aqui segue a mesma configuração do “Padrão”, ele serve apenas para que o OpenOffice saiba a diferença entre cada tipo de página na hora de fazer as numerações.

Para criar um estilo baseado em outro clique com o direito sobre o “estilo pai” e escolha “Novo…”. Batize o novo estilo e pronto! O novo estilo herdará as configurações de seu estilo pai, isso nos poupa tempo e permite usar o pai como referência para criar modificações em cascata.

Configurando Paisagem: Segue as mesmas configurações de Padrão, exceto que a orientação é Paisagem.

Curiosidade: a margem esquerda de 3cm é para dar espaço para a encadernação. Como a orientação de paisagem é virada de lado, a margem de 3cm da esquerda fica como superior e a margem de 3cm superior fica como direita.

Aplicando Estilos de Página:

A aplicação de estilos de página envolve um processo levemente diferente do usado nos estilos de parágrafo e caractere pois as páginas são mais rigorosas entre si do que o texto. Para definir o estilo de uma página, geralmente basta clicar nela e selecionar o estilo. Mas para aplicar estilos diferenciados para sequencias de páginas isso complica um pouco. Para que funcione direito, tanto a formatação quanto a numeração, é necessário definir até que página vai cada estilo de página e isso é feito usando Quebras de Estilo. Mas é bem simples:

  • Defina as páginas como Primeira Página. Agora vamos em Ficha Catalográfica, que é onde começará o Pré-Texto para aplicar a quebra.
  • Vá em Menu > Inserir > Quebra Manual e escolha “Quebra de Página” para pular uma nova página.
  • Escolha também o estilo das próximas páginas em “Estilo” (neste caso Pré-Texto).
  • E ative “Alterar número da página”.
Inserindo Quebras

As quebras de coluna são para pular de uma coluna para outra quando houver este tipo de formatação. Para inserir uma quebra de página comum basta um Crtl + Enter.

Isso quebra a sequencia de páginas, agora com numerações diferentes e com estilos diferentes. Repita este procedimento em Sumário para criar a série de páginas com estilo “Padrão” e com a numeração própria. Note que na barra de status do OpenOffice agora a numeração de página diz em que página você está tanto do documento, página da seção e qual seção do documento:

Detalhe da Barra de Status

Note que dá para ver em que seção do documento se está e qual página da seção em relação ao todo.

Importante: se você for inserir o estilo Paisagem, precisará prestar atenção a alguns pontos. Primeiro, este estilo provavelmente será uma ou duas páginas no meio de outro estilo. Mas você quer que a numeração de página prossiga normalmente nestas páginas e nas posteriores certo? Ao criar a Quebra de Página que leva ao Paisagem, desmarque “Alterar número de página”, isso quebra o estilo sem quebrar a numeração da sequencia. Agora todas as páginas pós-quebra são Paisagem, para delimitar o alcance, insira outra quebra usando o estilo que você quer recuperar – Padrão, por exemplo – quebrando o estilo sem quebrar a numeração novamente.

Numeração de Páginas:

Agora vamos colocar a tão problemática numeração de página. Clique em um Cabeçalho de Pré-texto vá em Menu > Inserir > Campos > Número da Página. Pronto. Note que a numeração só foi inserida em um dos estilos de página, neste caso, as páginas que estão como Pré-texto. Você precisa inserir para o outro também, além disto, cada um tem uma numeração distinta. Para configurar o tipo de numeração (arábica ou romana), clique com o direito sobre o número e escolha “Campos…”. Lá você pode definir o tipo de numeração e criar atrasos na numeração com a opção “Deslocamento” caso precise. Pronto! Temos um documento com numerações de páginas distintas para cada seção interna, devidamente formatadas e configuradas. Atente que as numerações ainda estão fora da norma ABNT de fonte, tamanho de fonte, alinhamento e etc… Isso será feito logo a seguir.

Editando Campos

Existem opções até demais aqui.

Importante: Poderíamos ter criado numerações diferentes de página sem usar o estilo Pré-Texto. De fato, podemos criar quebras de numeração sem usar quebras de estilo. Mas isso tem uma implicação. Todas as numerações sob aquele estilo, mesmo que pertençam a seções distintas do documento, terão o mesmo formato de numeração. Como aqui queremos que além de numerações diferentes também tenham caracteres diferentes, tivemos que usar estilos diferentes.

Criando e Configurando os estilos de Parágrafo

A configuração de estilos de parágrafo é bem complicada porque estes têm uma relação de hierarquia entre si. Por exemplo: se você muda alguma coisa em estilo Padrão, todos os estilos “dentro” dele herdam a mudança. Isso pode ser uma dor de cabeça, ou não. O legal dos estilos de parágrafo é mudar toda a formação de todo o texto de interesse com um único toque, sem ter que ficar catando letra por letra como o pessoal faz por aí…

Configurando Estilos de Parágrafo:

Os estilos de parágrafo são a primeira opção da caixa Estilos e Formatação. Vamos às opções:

  • Organizador: assim como nos estilos de página, controla as relações entre estilos. No caso de “Padrão” o próximo estilo é “Padrão”, afinal você quer usar o mesmo estilo continuamente pelo texto. Para estilos que regem títulos, o próximo estilo geralmente é “Corpo de Texto” porque depois do título retomamos a escrita normal.
  • Recuos e Espaçamento: controla o espaço de primeira linha, recuos de parágrafo, espaçamento de entrelinhas, de parágrafo…
  • Alinhamento: controla os alinhamentos: esquerda, direita, centralizado, justificado…
  • Fluxo de Texto: este é interessante, permite inserir quebras ou impedi-las. Se você não quer que um parágrafo comece em uma página e termine em outra marque “não dividir parágrafo”. Isso força os parágrafos a se comportarem como blocos de texto. Você também pode induzir quebras de página automaticamente para certas seções do texto. Quer começar cada título em uma página nova? Marque Inserir > Quebras. É possível inserir até mesmo quebras de estilo de página e numeração usando isso.
  • Fonte: permite escolher a fonte, tamanho, estilo de fonte e idioma do parágrafo (para correção ortográfica). Isso vai ser legal no Abstract, criaremos um estilo só para ele em língua estrangeira.
  • Efeitos de Fonte: aqui são definidos enfeites em geral com Cor, Caixa Alta, tachado, sublinhado…
  • Posição: controla coisa pouco utilizadas como texto vertical, espaçamento de caracteres…
  • Estrutura de Tópicos e Numeração: se o seu parágrafo é uma lista ou faz parte de uma numeração, é aqui que é feita esta configuração. Os estilos que controlam os títulos ganham sua numeração a partir daqui.
  • Tabulação: inclui tabulações automaticamente em um parágrafo com o estilo configurado.
  • Capitulares: sabe quando um texto começa com aquela letre enorme de início de capítulo? É aqui que se define se o estilo é para isso ou não.
  • Plano de Fundo: para criar texto marcado.
  • Bordas: criar bordas em torno do parágrafo. Geralmente fica como uma caixa em torno do parágrafo, pode ser usado para criar efeitos legais em títulos ou citações. Mas não usaremos aqui porque a ABNT não inclui essas coisas…
Estilos de Parágrafo

Estilos de Parágrafo são os mais importantes, regem a maior parte do texto.

Agora vamos configurar cada estilo a ser utilizado. Eu já coloquei o texto que usaremos no documento para facilitar a visualização:

Tome cuidado ao Copiar e Colar texto no seu documento. Lembre-se que as formatações são importadas junto, bagunçando os estilos. Sempre cole o texto usando opções como “Colar Especial” e “Colar como texto não formatado”. Se você já fez a lambança, selecione o texto ímpio e na barra de ferramentas, na lista de estilos, e escolha “Limpar Formatação”. Isso reverte o texto para o estilo Padrão.

Opções do Estilo de Parágrafo

Opções do Estilo de Parágrafo

Os estilos de parágrafo que precisaremos são muitos, então focarei em apenas alguns grupos principais:

  • Padrão: este estilo é o pai de todos os outros, o que for configurado aqui refletirá em todo o texto.
  • Corpo de Texto: embora seja uma cópia fiel do Padrão, é melhor usa-lo para o texto em si do que seu superior. Assim, você pode inserir configurações específicas sem que elas tomem de conta de tudo no documento.
  • Título: este estilo e seus seguidores controlarão os títulos, subtítulos dos textos e várias outras coisas nos documentos. Eles são importantes porque o OpenOffice os usa como referência para criar Sumários e Índices.
  • Legenda: é um grupo de estilos que formatam as legendas de quadros, imagens e etc…
  • Índice: um conjunto de estilos que você não usará diretamente. Controlam a formatação de Sumários e Índices. Veremos isso no final.
  • Cabeçalho e Rodapé: controlam os estilos das suas respectivas seções. Note que existem variações, caso você tivesse usado a opção de rodapés diferentes para as páginas esquerda e direita.
  • Conteúdo de Tabela: conjunto que controla a formatação de tabelas e seus cabeçalhos.
Usando o estilo de Abstrac e Resumo

Usando o estilo de Abstrac e Resumo

Configurando Padrão: Como este aqui tem implicações nos outros, não faremos muita coisa. Usarei no documento a fonte Dejavu Sans tamanho 10, Justificada, fluxo de texto deve incluir “não dividir parágrafo”, entrelinhas de 1,5, idioma Português Brasileiro. Por enquanto vamos deixar a Primeira Linha como está. Só de editar este estilo, quase todo o texto do documento teve ter mudado imediatamente. Viram como é prático? Agora vamos aos outros.
Configurando Corpo de Texto: Este controlará o texto em si. Como é subordinado de Padrão as configurações acima já estão prontas, precisamos apenas acrescentar a endentação de 2cm na primeira linha, feita em “Recuos e Espaçamento”. Note que este estilo tem estilos subordinados também que controlam conteúdo de quadros de texto e notas.
Configurando Legenda: Só precisamos configurar o mestre que os subordinados seguirão. Nas legendas usaremos texto sem entrelinhas (espaço simples), fonte dejavu sans tamanho 9 e coloque o alinhamento como esquerdo para evitar complicações com textos curtos.
Configurando Cabeçalho: É agora que mudaremos o alinhamento do cabeçalho para a direita e colocaremos a fonte dejavu sans tamanho 9. Espero que tenha resistido até aqui em fazer isso manualmente…

Como este estilo controla todos os textos no mesmo estilo esta modificação afetará tanto o cabeçalho das páginas Padrão quanto das páginas Pré-Texto. Se desejar um estilo diferente de cabeçalho para cada tipo de página então defina estilos diferentes de cabeçalho em cada seção do documento.

Configurando Citação Longa: Só para o caso de alguém precisar fazer uma citação longa, a configuração do estilo é dejavu sans tamanho 9, espaçamento simples, endentação de 4cm para todo o parágrafo em vez de primeira linha (use a opção “Antes do texto”).
Configurando Abstract e Resumo: Estes dois blocos de texto tem uma configuração especial. Como a norma diz que o resumo não tem parágrafo e fica com espaçamento simples, teremos que criar um estilo para cada um dos dois com espaçamento simples, fonte normal, e endentação de primeira linha zero. O “Abstract” será um subordinado de “Resumo” com o idioma diferente.
Configurando Referências: Mais um estilo que precisaremos criar. Ele terá espaçamento simples, alinhado à esquerda e endentação zero. Servirá para formatar as referências do texto.

Usando o estilo de Referências

Usando o estilo de Referências

Configurando Corpo de Texto Recuado: Este estilo é um dos subordinados de “Corpo de Texto”, irei usá-lo para formatar aquele fragmento que fica em baixo do título do documento, lá nas primeiras páginas. Basta colocar o espaçamento como simples e endentação de 8cm para o parágrafo.

Estilo de texto recuado

Estilo de texto recuado

Você pode seguir criando estilos para cada bloco de texto que precisar. Neste exemplo, não fiz estilos para capa e contracapa porque são fragmentos pequenos e únicos que posso formatar manualmente.

Configurando Títulos:

Estes aqui possuem especificidades porque teremos que lidar com vários tipos de título. Vamos começar pelo básico.

Curiosidade: é possível definir o tamanho da fonte em relação ao estilo pai. Por exemplo, se “Título” tem fonte tamanho 10, você pode definir a fonte de “Título 2″ como 120%, ou seja, 20% maior que em “Título” e assim por diante. Assim você pode mudar o tamanho relativo de todas as fontes de todos os títulos apenas mudando a fonte do estilo pai.

“Título” define um grupo, você não o usará diretamente no texto, mas pode se quiser. “Título 1″, “Título 2″, “Título 3″… são títulos e subtítulos do documento, servem para definir seções e subseções que serão usadas para criar o Sumário. Ativarei em “Título 1″ a opção Fluxo de Texto > Inserir > Quebra de Página > Antes. Isso porque desejo que cada seção comece em uma página diferente. Coisa minha. Para os demais títulos e subtítulos fica como está.

O texto quebra uma página automaticamente a cada título

O texto quebra uma página automaticamente a cada título

“Título da Bibliografia” será o estilo da seção Referências e tudo que ficar no pós-texto. Como estas seções ficam sem numeração (segundo a norma), elas sempre são em Caixa Alta e centralizadas, por isso este estilo precisa ser personalizado. Então vamos colocar o alinhamento Centralizado, e para que todas as letras sejam em maiúsculas vá em Efeitos de Fonte > Efeitos e coloque como “Maiúscula”. Viu? É desnecessário ficar escrevendo tudo em maiúscula, deixe os estilos fazerem isso pra você.

Vamos usar o “Título da Bibliografia” para os títulos do pré-texto também? Não. Porque este estilo fará parte do Sumário do documento. Se colocarmos o mesmo estilo no pré-texto e no pós-texto o Sumário vai listar coisas antes dele o que é impróprio. Para os títulos pré-texto criaremos um estilo a partir de “Título da Bibliografia” que chamaremos de “Títulos Pré-Texto” e que terá as mesmas configurações.

Dica: você pode definir quem é pai de quem nos estilos arrastando o estilo no quadro Estilos e Formatação ou usando a opção “Vinculado com” na aba Organizador.

Aplicando Estilos de Parágrafo:

Aqui é bem simples. Selecione ao menos uma parte do parágrafo que seja configurar e clique no estilo desejado. Você nem precisa selecionar o parágrafo todo para fazer isso, basta uma letra, ou mesmo espaço vazio.

Pra finalizar esta parte, falta colocar numeração nos títulos. Existe um menu específico para isso e Menu > Ferramentas > Numeração da Estrutura de Tópicos… Lá é possível definir como será feita a numeração, que níveis de título receberão numeração e como ela aparecerá. Como estamos seguindo a norma, basta colocar os números e o espaço antes do texto que já basta.

Configruando a numeração de títulos

Configruando a numeração de títulos

Toques Finais

Eu poderia escrever um livro inteiro de possibilidades do OpenOffice, mas vamos nos ater ao básico. Agora já vimos como criar e aplicar estilos e isso já é o bastante para fazer um bom trabalho e para criar e configurar novos estilos de acordo com as nossas necessidades. Vamos fazer uma ultima coisa que também dá muito trabalho: Sumário. Imagino que fazer um sumário manualmente deva ser muito chato, isso porque eu sempre fiz usando o OpenOffice. Para criar um Sumário para seu documento vá em Menu > Inserir > Índices > Índices e Sumários. Lá você tem opções diversas opções como formatar o sumário e etc…

O OpenOffice usa os formatos de título para criar o sumário, formatando e indicando a página onde cada um dos títulos ocorre. É possível adicionar novos estilos aos estilos indexados (adicionei o “Título de Bibliografia” para que aparecesse aqui com a opção Estilos Adicionais), definir até que níveis de texto serão descritos no sumário e assim por diante. Essa mesma ferramenta serve para criar listas de figuras e quadros, para estes casos a lógica é a mesma mas as referências são os Estilos de Legendas que vimos bem no começo.

Note que o Sumário é bloqueado para edição. Se quiser mudar sua aparência em algo que não esteja disponível nas opções de personalização, tente editar os estilos que regem o sumário. Estão no grupo Índice, exceto o título do Sumário que fica junto com os outros Títulos.

Inserindo sumário. O procedimento é o mesmo para listas de figuras, índices e etc...

Inserindo sumário. O procedimento é o mesmo para listas de figuras, índices e etc…

Enquanto isso no Word…

Usei o Word por muito tempo para saber que ele também possui estilos desde o 2003. Infelizmente o sistema não é tão elaborado nele quanto no OpenOffice. Tomando como base o Word 2007, não parecem existir tantos tipos de estilo quanto vimos agora, apenas de parágrafo. A própria edição dos estilos é um processo complicado que passa por várias passagens ocultas. O Word parte do princípio que o usuário precisa de uma solução pronta, então as opções são restritas ao que ele oferece. Muitas configurações afetam coisas totalmente inesperadas por uma questão de “facilitar as coisas para o usuário”.

Nunca foi intenção que os estilos do Word fossem usado intensamente, por isso a interface deles é tão complicada.

Nunca foi intenção que os estilos do Word fossem usado intensamente, por isso a interface deles é bem menos elaborada.

Vou explicar aqui como fazer algumas coisas que fizemos no OpenOffice usando o Word.

Estilos no Word 2007

Você pode ver os estilos e prever sua aparência, infelizmente suas opções são limitadas

Você pode ver os estilos e prever sua aparência, infelizmente suas opções são limitadas

Estão acessíveis na Aba Início, em uma galeria deles. Não parece haver relação entre eles de forma que não há hierarquias, estilos pai ou heranças. Existem milhões de formas diferentes de fazer uma mesma coisa e existem poucas coisas a serem feitas.

Criando a página Paisagem

Como não temos estilos de página, temos que aplicar uma formatação específica em uma página específica do texto. Acaba sendo mais simples. Vá em Layout de Página >Configurar Página. Clique no canto para ver as opções avançadas:

Criar páginas paisagem é mais simples no Word, mas as personalizações ficam restritas

Criar páginas paisagem é mais simples no Word, mas as personalizações ficam restritas

Selecione as opções que deseja mudar e escolha em “Aplicar a:” “Deste ponto em diante”. Isso muda todo daquela página para frente. Assim como no OpenOffice, você precisará inserir duas quebras para delimitar o segmento que ficará alterado.

Numeração de Página Diferenciada:

Uma coisa interessante do Word são as seções. O OpenOffice também cria seções mas o proposito delas é criar segmentos de texto que tenham propriedades totalmente distintas das demais partes do documento.

Quando me referi a alguma coisa no texto como seções, não estava me referindo às seções propriamente ditas do OpenOffice, mas apenas a uma forma de me referir a segmentos de páginas. Seções de verdade permitem criar formatações muito mais complexas do que as que usamos aqui.

A pobreza de estilos de página é compensada com a diversidade de quebras de seção

A pobreza de estilos de página é compensada com a diversidade de quebras de seção

O Word não faz quebras de estilo e sim, cria seções. Quando um cabeçalho ou rodapé é inserido no documento, ele acusa as seções do mesmo. São a partir das seções que o documento é mapeado para que possamos usar a numeração romana ou arábica em segmentos diferentes. Você pode criar uma nova seção em Layout de Página > Configurar Página. Tanto nas opções avançadas ou diretamente no Ribbon. Uma vez criadas as seções e os cabeçalhos, basta configurar a numeração de página em Desgin > Cabeçalho e Rodapé > Número de Página > Formatar Número de Página.

O conceito muda, mas a funcionalidade é a mesma do OpenOffice

O conceito muda, mas a funcionalidade é a mesma do OpenOffice

Use “Continuar da seção anterior” para que a numeração siga de uma seção para outra, como na quebra de página sem quebra de numerações do OpenOffice ou use iniciar em para criar uma nova numeração. Os tipos de numeração estão disponíveis em “Formato do Número”.

Sumário

Para finalizar, o sumário. O caminho é Referências > Sumário. Assim como no OpenOffice é possível fazer algumas modificações de formato e aparência, mas pouca coisa que saia do padrão. Existem estilos controlando o sumário também, basta editá-los em modificar….

Sumário no Word. O word foi feito para ser simples e rápido. O OpenOffice para ser versátil e completo.

Sumário no Word. O word foi feito para ser simples e rápido. O OpenOffice para ser versátil e completo.

PS: Encontrei este excelente post sobre como formatar monografias no Word 2007 para quem estiver interessado na ferramenta da Microsoft.

Mais!

Aqui estão alguns outros artigos que ajudam a desvendar outras funções do OpenOffice/LibreOffice:

Outros recursos no OpenOffice: colunas, fundo e bordas
About these ads
  1. 17 de junho de 2011 às 23:35

    Muito obrigado, bem util….

    Curtir

  2. Stelini
    29 de junho de 2011 às 13:08

    VOLTEI A USAR O OPENOFFICE 3.3, MAS PRECISO MUDAR EM DEFINITIVO O ESTILO PADRÃO PARA SEMPRE QUE ABRIR O WRITE, CALC, ETC, A PÁGINA PADRÃO ESTEJA DA FORMA QUE EU TENHA DEFINIDO; ALGUÉM TEM UMA SAÍDA !!?????

    Curtir

    • 29 de junho de 2011 às 14:08

      Stelini, isso é um problema de Modelo e não do estilo. É que os estilos que nos usamos fazem parte do documento. Sempre que o OpenOffice cria um novo documento, os estilos do novo arquivo são herdados a partir de um modelo que fica guardado em outro lugar. Para que todos os arquivos sigam um novo modelo faça o seguinte:
      1. Crie um novo arquivo do OO e configure os estilos que deseja.
      2. Salve o novo arquivo como “Modelo de documento de texto ODF (.ott)”.
      3. Vá em Arquivos>Modelos>Organizar. Lá existem dois painéis: Um com os arquivos abertos e outro com os modelos. Vá em uma das pastas de modelos (Meus Modelos, geralmente) e clique com o direito, use a opção “Importar modelo…”

      Agora seu arquivo ott será copiado para lá. Você poderia te-lo salvo diretamente em meus modelos com o comando Arquivos>Modelos>Salvar. Isso dispensa o passo 3, mas deve ser interessante para você ter uma cópia do mesmo para levar e configurar em outros lugares, não?

      4. Clique com o direito no modelo já importado e escolha “Definir como modelo padrão”.

      Agora todos os arquivos que forem criados serão baseados neste modelo, logo, terão os estilos que você configurou.

      Este procedimento tem que ser repetido no Writer, Impress e Calc pois cada um tem um modelo de documento distinto e configurações próprias.

      Lembre-se: para editar o modelo use o comando Arquivo>Modelo>Editar. Essa é a única forma de abrir arquivos OTT.

      Curtir

  3. M.
    27 de julho de 2011 às 22:48

    Sensacional!!!!!!!!! Já sabia mexer com estilo de parágrafo, mas precisava mexer com estilo de página. O seu texto quebrou uma árvore. 100% didático. Deveria ir pra ajuda oficial do openoffice.

    Curtir

  4. Oscar Rocon
    16 de janeiro de 2012 às 07:33

    Parabéns pelo artigo, ficou muito legal e didático. Vai ajudar muita gente aqui na faculdade onde trabalho.

    Curtir

  5. 18 de janeiro de 2012 às 14:47

    Caro Bruno,

    Ainda bem que vocẽ não gosta de escrever…
    Imagina só se gostasse???
    Espetacular, para dizer o mínimo e economizar adjetivos e superlativos, a tua contribuição.
    Como dito pelo M., quebrou uma árvore. Ou melhor, um reflorestamento…
    Consegui aprender a utilizar o estilo de página depois de seguir o teu tutorial.
    Muito obrigado!
    Gostaria, ainda, de manter contato contigo.
    Sou oceanógrafo e atuo na área ambiental.
    Quem sabe, entre a alquimia de uma receita e outra, não desenvolvemos algo conjunto.
    De antemão já lhe afirmo que precisamos de suporte e alguma orientação para formatar adequadamente os estilos.
    Aguardo teu contato.
    Parabéns pela contribuição, muito obrigado e forte abraço

    Curtir

    • 19 de janeiro de 2012 às 12:17

      Excelente, tenho uns amigos oceanógrafos, mas eu mesmo trabalho com paleontologia. Manteremos, contato, sempre há algo em que podemos ajudar um ao outro.

      Curtir

  6. Fabi
    2 de abril de 2012 às 19:18

    Rafael!
    Sensacional!
    Não tenho palavras pra lhe agradecer!
    Achei que nunca ia conseguir colocar minha dissertação em um arquivo só, com vários estilos de páginas (só agora descobri que existem!)… E olha que minha pesquisa de mestrado foi sobre o software livre e de código aberto! hahaha
    Muito, muito obrigada por compartilhar!
    Um abraço!

    Curtir

  7. Vitorino
    17 de abril de 2012 às 23:33

    Excelente trabalho!
    Precisava ainda de um esclarecimento adicional:
    Seria possível atribuir diversos cabeçalhos a um mesmo estilo de página?
    Ou seja, se eu tiver um trabalho de 200 páginas, por exemplo, e precisar de atribuir conteúdo diferente ao cabeçalho de cada página, terei de criar 200 estilos de página?

    Curtir

    • 18 de abril de 2012 às 13:01

      Se você realmente tiver um cabeçalho diferente em cada página então não será um cabeçalho, será parte do conteúdo. Uma possibilidade é ter um conteúdo dinâmico em cada cabeçalho, como o número de página, o que permitiria algo do tipo. Mesmo assim, é pouco recomendável. Pode dar uma lida em algo sobre campos aqui.

      Curtir

    • Vitorino
      19 de abril de 2012 às 07:50

      Agradeço a resposta.
      Reconheço que exagerei ao imaginar que precisaria de um cabeçalho diferente em cada página. No caso concreto, a dificuldade surge quando há um parágrafo que começa numa página e termina na seguinte. Se nesta segunda página for necessário um cabeçalho diferente do anterior, é necessário fazer uma quebra manual de página. Neste caso, o tal parágrafo também fica dividido em dois, o que não é conveniente sobretudo quando o texto está alinhado à direita e à esquerda.
      Pedi este esclarecimento pensando que poderia haver uma solução mais simples, de qualquer modo, agradeço a resposta.

      Curtir

    • 19 de abril de 2012 às 08:04

      Um parágrafo que comece em uma página e termina em outra vai ficar quebrado com ou sem quebra de página. Mas há uma forma de inserir uma quebra de estilo de página de forma automática o que tornaria a mudança de página menos traumática. Nas opções dos estilos, em organizador, há uma opção chamada “Próximo Estilo”. Isso faz com que a próxima página seja de um estilo diferente, logo, permite um cabeçalho diferente. O Writer já vem com o estilo “Primeira Página” configurado para que a página depois da primeira seja no estilo “Padrão”. Experimente dar uma olhada e ver se resolve o seu problema.

      Curtir

  8. Vitorino
    19 de abril de 2012 às 08:14

    Muito agradecido.

    Curtir

  9. Rosilene Amparo
    25 de junho de 2012 às 17:32

    Rafael, parabéns,
    como você deve ter conhecimento, os trabalhos acadêmicos deverão ser impressos frente e verso, no word 2003 e 2007 é fácil, mas no BrOffice, estou me “descabelando” para tal processo, o número das páginas (impar ficam a direita) e as pares a esquerda, como faço isso no Br?
    Desde de já agradeço.
    Abraços da
    Rosilene

    Curtir

    • 27 de junho de 2012 às 23:29

      Rosilene, imprimir frente e verso é mais uma questão de impressora do que do aplicativo, mas uma ajudinha do ultimo é bem vinda. O Word tem opções especiais, que são próprias do Windows, para resolver isso. No LibreOffice você encontra algo parecido no Layout de Página, em Arquivo > Imprimir.

      Curtir

  10. Cremilson
    12 de junho de 2013 às 22:55

    Rafael, esse caminho que tu explicaste para a Rosilene é o mesmo que eu uso. No entanto, o problema é que o número de uma das páginas sempre vai ficar no lado da encadernação. Como fazer para inverter apenas o número da página esquerda para o lado esquerdo?

    Curtir

    • 13 de junho de 2013 às 15:48

      O certo mesmo era o espaçamento de página definido para o estilo atual deixar a encadernação longe da numeração de página, mas me parece que você está imprimindo em ambos os lados da folha o que torna tudo um pouco confuso. Existem duas opções:

      1: Estilos Alternados
      Use estilos que se alternam de uma página para outra. Note que os estilos pré-definidos “Página Direita” e “Página Esquerda” fazem justamente isso. Assim você consegue ter características diferentes de página que se alternam ao longo do texto. É um pouco complexo, mas permite um grau maior de refinamento pois tudo pode ser configurado novamente para cada página. Dê uma olhada na configuração “Próximo Estilo” que existe em cada perfil para ver como funciona.

      2: Diferenciação de Páginas
      Simplesmente vá nas configurações de cabeçalho/rodapé do estilo de página que você estiver usando e desmarque a opção “Mesmo conteúdo esquerda/direita”. Assim você terá cabeçalhos e rodapés diferenciados para páginas pares e ímpares. É mais simples e me parece mais adequado para a sua situação.

      Curtir

    • Cremilson
      13 de junho de 2013 às 18:50

      Valeu, Rafael. Ainda assim, percebi que se deve formatar a página par com margens sup.2 x esq.3 x inf.2 x dir.2 e a página ímpar com margens sup.2 x esq.2 x inf.2 x dir.3, para não ficarem desalinhadas na impressão frente e verso.
      Muito obrigado.

      Curtir

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: